SaW #14 + AfK#17: Gearbest e Redmi 3s – Indo atrás dos Chineses

Infelizmente a Xiaomi (praticamente) deixou o Brasil e ficamos órfãos de uma das melhores opções de Android existente. Eu acredito bastante nas teorias da conspiração e armações de certas “gigantes” que levaram a Xiaomi a nos deixar.  Desde peguei meu primeiro telefone deles me “apaixonei” pelo produto, pela postura da empresa e pelo custo-beneficio. E sei que não estou sozinho nessa, pois as (poucas) pessoas que conheço que tiveram contato com a Xiaomi também viraram fãs da marca – sinceramente, não tem como não virar. Mas esse post não é para canonizar os chineses dessa startup. É para contar a “aventura” de comprar um celular na china e a experiência até o momento com ele. Nesse Sobrevivendo a Web junto com mais uma Away From Keyboard, vamos a minha história -/review- com o Redmi 3S.

Na carência de locais para comprar coisas da Xiaomi por aqui, tive que caçar algum lugar de onde pudesse importar o telefone. Escolhei a Gearbest, depois de ver muitas indicações e relatos de pessoas que compraram por lá. O site tem preços bacanas, uma variedade de produtos boas e o envio, além de rastreavél, ainda conta com um serviço de seguro (pago), onde caso o item seja perdido ou avariado, eles te enviam outro. O site só tem versão em inglês e pagamento só com CC (direto ou via PayPal), o que é um limitante para alguns.

A loja se comporta como a DealExtreme sendo uma loja única, mas parece que as coisas podem vir de vários vendedores/fornecedores como no Ali, mas isso é invisível para nós. Em todo caso é legal antes de comprar revirar bem o site, pois o mesmo produto costuma aparecer com anúncios e preços diferentes – mais uma “prova” de que são vários fornecedores. O processo de compra é bem padrão, e no formulário antes de fecharmos tudo existe um campo para observações, caso você queira que enviem como gift ou declarem alguma coisa especial.

Eu não coloquei nada no meu, e inventaram de mandar o celular com o valor declarado de 20 dólares somente, então acho que vale pedir para colocarem o valor real. Por que isso: Como o produto foi verificado na receita, por sorte não inventaram uma taxação absurda – sim fui taxado – mesmo com o valor apresentado estando claramente fora da realidade.

Mandaram como GIFT e com valor louco de 20 dólares. Tente evitar isso!

Mandaram como GIFT e com valor louco de 20 dólares. Tente evitar isso!

Os relatos de praticamente todo mundo que comprou lá fala da taxação, e geralmente bem justa. Então não tem macete, não tem “mandar como gift”, declarar valor baixo, essas malandragens que o pessoal curte tentar. Considere que o telefone será tributado, e já se prepare para mais 60% em cima do valor. A tributação deve ser paga à vista, em dinheiro ou no débito para quem tem conta no Banco do Brasil, então esteja preparado. No meu caso, o imposto cobrado bateu quase nos 60% esperados, e ainda assim, o total da compra foi muito mais barato do que pegar um celular equivalente (que na verdade seria pior) por aqui.

A temida etiqueta vermelha

Do envio até a retirada nos correios foram apenas 20 dias. Um tempo excelente para compras vindas da China, mas que nesse caso vieram da Suíça. E olhando pela internet e conversando com amigos que importam coisas também, parece que muita coisa está vindo por lá. Então, não estranhe esse caminho. O tracking da Gearbest funcionou muito bem, e consegui acompanhar todo o caminho do meu telefone até a agencia dos correios. Inclusive recomendo o aplicativo oficial dos correios, que está funcionando muito bem.

A embalagem de envio deles é bem padrão, mas conta com plástico inflável protegendo bem o produto. Mesmo com a longa viagem e a o tratamento que sabemos que alguns pacotes sofrem, o celular chegou intacto. O produto enviado veio certinho, compatível com o anuncio, lacrado e tudo mais. Não recebi um tijolo, nem uma versão pirata do aparelho – nem nenhum pedido de socorro. Então até aqui, tudo certo.

Embalagem comum de “coisas que vem de fora”, com o bagulho inflável.

O treco inflável, bastante resistente.

O 3S já é da geração lacrada – que eu não curto – impedindo acesso a bateria e as entranhas do aparelho. A inserção do SIM e do SD é feita em um slot único lateral compartilhado (você só pode usar 1 SIM e 1 SD ou 2 SIMs) que é tirado com a ajuda de uma ferramentinha que vem junto do aparelho. Não tem muito mistério não. Com o hardware ok, vamos para o software. Como meu celular anterior era deles também, a Xiaomi oferece um aplicativo de migração fantástico, que simplesmente espelha seu celular para o novo, carregando fotos, vídeos, contatos, aplicativos (com as senhas), pontos de acesso salvos, etc. Os dois aparelhos só precisam estar na mesma rede para a mágica acontecer.  Depois da migração, são necessários poucos ajustes, e é só sair para o abraço.

A ferramenta para soltar o slot para SD/SIM

O aparelho é bem confortável para uso, tem um tamanho bom e acabamento em alumínio bem feito. Ele é mais leve e mais fino que o Redmi 2 Pro que eu tinha antes, mesmo sendo um tanto maior que ele. A bateria está fantástica, com 1 dia e meio de uso moderado fácil. As câmeras funcionam bem, mas o zoom da traseira é bem ruinzinho. O aparelho já vem com alguns filtros e opções de “embelezamento” das imagens que não me atraem muito, mas parecem aceitáveis. O som dele continua bom tanto no “modo telefone” quanto no “DJ de Ônibus”.

O processador, um belo Snapdragon de 8 núcleos, é mais que suficiente, e acho que vai demorar a ser o gargalo de uso do aparelho. A ram de 2GB dessa versão está segurando bem até o momento, variando entre 800mb e 1GB de memória livre durante o uso. A tela é responde bem ao toque e parece ser  resistente – o celular já levou uns tombos, e até o momento, passa bem. Não tenho também do que reclamar da resolução de tela e qualidade de apresentação de imagens e videos – youtube e netflix rodam bem, sem engasgos. Vale lembrar que nenhum aparelho da Xiaomi vem com fone de ouvido.

No meu uso até agora e pensando sobre o aparelho não consigo apontar defeito nele. As coisas da Xiaomi, no geral, trazem um senhor custo x beneficio e costumam deixar os usuários bem felizes. Talvez a grande questão mesmo seja ele não ser vendido oficialmente por aqui, necessitando toda essa aventura de comprar da China e torcer para dar tudo bem.

Apesar de o anuncio falar que é a “versão global”, a caixa denuncia que é a Chinesa mesmo.

O padrão minimalista da embalagem da Xiaomi é bem bacana.

A caixa vem bem montada e compacta com o de sempre: celular, manual, carregador de viagem (a tomada não é no padrão brasileiro).

E… esse post teria parado no parágrafo anterior, considerando um sucesso completo essa “aventura”, se eu não tivesse tido outro Redmi e não fosse meio neurótico – graças a isso você pode também descobrir algo agora, especialmente se o seu telefone também veio de além-mar. Vamos lá: Antes desse telefone, o meu era o Redmi 2, da época que a Xiaomi só vendia pelo site e tal – a review dele está aqui, então a ROM dele era “a mais original possível”. Como o 2 já havia recebido a última versão da MIUI, achei estranho o 3S ainda estar na 7, e dizer que é a última disponível. O segundo “incomodo”, foi apesar da ROM constar como global, e ter como opção português, a linguagem do aparelho estava uma bagunça, misturada com inglês. E no 2 não era assim. Outra coisa foi no sistema muitos processos básicos do Android aparecerem expostos no gerenciador, coisa que não é comum e nem recomendada. Algo estava errado…

O seu 3S deve estar na versão 8 (ou +) e em português! Se não for isso…você tem um problema.

No fim, o que realmente me fez investigar foi começar a pintar anúncios e pop ups pelo telefone. No gerenciador de arquivos, sempre ao fechar, pintava uma propaganda. As vezes aparecia até notificação de anúncio, jogando para coisas aleatórias. E isso definitivamente não tinha a cara da Xiaomi. Tinha cara de treta.

Na busca pelas internets descobri, então, que existem 2 versões da ROM básica para os celulares Xiaomi: A global “de verdade” e uma versão chinesa que finge que é a global. E como comprei ele direto da china, fui presenteado com a segunda. A ROM chinesa, além das coisas ditas aqui, ainda tem bugs, falhas na segurança e dizem que há riscos pra privacidade do usuário. Além disso o desempenho é bem pior que o da “verdadeira”. Portanto, ficar com ela definitivamente não era uma opção.

Então com um celular novinho, recém chegado, tive que “Flashear” a ROM para instalar a versão “certa”. Se você já fez algo do tipo, sabe o sentimento. Senão, saiba que é uma operação, que se der errado, tem grandes chances de transformar o aparelho num belo peso de papel. Logo, esse processo é mais tenso que uma neurocirurgia. Uma queda de luz, um antivírus que fazendo graça na hora errada, uma puxada no usb… e tchau. Flashear e atualizar firmware nunca são processos tranquilos – eu por exemplo, já “brickei” um player de blu ray fazendo issoSegui essas dicas( 1 2 3 ) e mais umas outras para confirmar tudo, e por sorte, deu tudo certo. A operação foi um sucesso! E agora tenho de fato um 3S global (atualmente a ROM é a 8.1.1.0 MALMIDI). A mudança é sensível, e todas as cosias esquisitas se foram – junto com meus dados, que na correria esqueci completamente salvar.

Mesmo com esse “detalhe” fiquei feliz com minha compra: Pelo lado da loja, as coisas fluíram super bem, o preço foi legal, o tracking funcionou e o produto veio bem protegido e funcionando. O 3S é um puta aparelho, leve fisicamente, roda bem as coisas que preciso, boa bateria, boa câmera, sem bloatware ou travas de operadora. Um adroid como todos os outros deveriam ser.

Comprar na Gearbest – considerando sempre ser tributado – foi uma experiencia com bons resultados. E quanto ao telefone, o aparelho vale muito, e além do preço ser muito bom – incluindo imposto – não se encontra nada parecido por aqui, mesmo disposto a pagar mais. Porém, esse lance da ROM é um sério complicador, porque além de ser um processo arriscado depende de algum conhecimento para fazer tudo certinho, além de que para muita gente esse trabalho todo pode acabar não sendo tão atrativo – existe a chance de ele já vir com a ROM global correta, mas é pequena – então recomendo ele, mas com ressalvas dessa vez.

Até próxima!

The following two tabs change content below.